Podemos confiar na segurança dos dados na nuvem? Os provedores de cloud investem continuamente em aspectos de inovação em segurança, mas investimento apenas não é garantia de segurança dos dados. Vamos conhecer sobre Cloud Computing?

Segurança de Dados em Cloud Computing

Podemos confiar na segurança dos dados na nuvem?

Os provedores de cloud computing investem pesada e continuamente em aspectos de inovação em segurança, de modo que o nível de segurança oferecido por eles é algo que uma empresa não conseguiria reproduzir a um baixo custo.

Algumas empresas reconhecidas como Gartner e Forbes comprovaram que a cloud é uma opção segura, mas há responsabilidades compartilhadas entre provedores de cloud e consumidores para se obter essa segurança.

Existem outros aspectos além do investimento que precisam ser levados em conta e que influenciam na segurança dos dados. Vamos conhecer um pouco mais sobre Cloud Computing?

1. On-premises

Sabemos que algumas empresas optam pelo modelo on-premises  que corresponde a hardwares físicos em um local da própria empresa com todos os itens de infraestrutura necessários, incluindo servidores, gabinetes, switches, roteadores, discos rígidos, sistema de alimentação etc.

O ambiente físico também deve contar com alarmes e sensores para controle de temperatura, com nobreak para evitar oscilações de energia, com o sistema de UPS para não ser vulnerável às falhas de energia da rede externa e ainda com o provisionamento de backup de infraestrutura para todos os tipos de falhas, incluindo desastres naturais. 

Além do investimento em itens de hardware e processos, é preciso lembrar que a administração do on-premises é de responsabilidade da empresa, o que exige uma equipe especializada própria para a instalação e a manutenção local da infraestrutura.

Tudo isso requer um investimento inicial grande e reinvestimentos ao longo do tempo, para não se tornar uma opção obsoleta.
Image

2. Cloud Computing

A cada dia mais empresas aderem ao modelo de cloud computing ou computação em nuvem que é a computação oferecida como um serviço e não um produto. Os recursos de hardware, de software e de análise e inteligência da rede são compartilhados. O acesso a esses serviços pode ser realizado com conexão à Internet de qualquer lugar, a partir de computadores, smartphones e tablets.

O Microsoft Azure, que é a plataforma de nuvem híbrida da Microsoft, apresenta a seguinte definição para cloud computing:

Image

Resumindo, a computação em nuvem é o fornecimento de serviços de computação, incluindo servidores, armazenamento, bancos de dados, rede, software, análise e inteligência, pela Internet (“a nuvem”) para oferecer inovações mais rápidas, recursos flexíveis e economias de escala. Você normalmente paga apenas pelos serviços de nuvem que usa, ajudando a reduzir os custos operacionais, a executar sua infraestrutura com mais eficiência e a escalonar conforme as necessidades da sua empresa mudam.

Microsoft Azure, acesso em 14/06/21.

Como hoje em dia é possível contratar uma hospedagem em nuvem a custos competitivos, a relação custo-benefício é insuperável se comparado com uma solução tradicional. A infraestrutura e serviços associados do cloud computing são dimensionados no tamanho da sua necessidade, tornando esse modelo muito acessível às empresas.
 
Outro fator relevante é a escalabilidade ou escala global, que é a capacidade de você expandir a contratação de modo imediato e sem impacto na operação dos serviços.  E não é só de expansões que vivem os sistemas hospedados. É possível também reduzir a hospedagem adequando os custos. A flexibilidade tanto para upgrades quando para downgrades aliada à segurança faz com que o modelo cloud esteja em amplo crescimento.

Vale ainda lembrar do aspecto de confiabilidade, uma vez que os provedores de cloud são responsáveis pelo backup de dados e recuperação em casos de desastres. Para isso, eles utilizam espelhamento de dados em vários sites redundantes em sua rede na nuvem.

O modelo em cloud também oferece alto desempenho, com serviços de computação em nuvem executados em datacenters de última geração com hardwares que garantem rapidez e eficiência nos processos.
Image

3. Segurança na Nuvem

Sabemos que no início de sua história, o cloud computing era percebido como menos seguro que o modelo on-premises. Isso foi mudando ao longo dos anos.

Os provedores de  cloud investem significativamente em segurança, uma vez que o seu modelo de negócio depende crucialmente desse aspecto. 

O alto investimento em itens de segurança por si só não é garantia de um serviço seguro, embora seja um componente importantíssimo. 
As violações de segurança estão mais relacionadas a falhas de configuração da computação em nuvem do que a funcionalidades e padrões de segurança, ou seja, são falhas decorrentes de configurações de segurança.

Ainda que os ambientes em cloud sejam seguros, os dados precisam de uma constante vigilância. Independente do provedor de cloud escolhido, a responsabilidade sobre os dados não é totalmente delegada a ele. A segurança na nuvem é uma responsabilidade compartilhada entre provedor e o contratante da cloud. Enquanto o provedor de cloud tem a maior responsabilidade sobre a disponibilidade, performance e segurança do ambiente, é responsabilidade do contratante da cloud monitorar como os seus usuários acessam os dados.

Por exemplo, em caso de uma solução na modalidade SaaS (Software as a Service), é responsabilidade da empresa fornecedora desse serviço a definição de quais dados são acessados, por quem e como é feito esse acesso.

Por isso, ao escolher uma solução SaaS, é preciso ter em mente que a segurança é uma responsabilidade do provedor de cloud em conjunto com o fornecedor de SaaS e ambos devem estar alinhados sobre configurações de segurança.

Por outro lado, as definições sobre os papéis dos usuários e os seus níveis de acesso aos dados são de responsabilidade do fornecedor de SaaS com o usuário final, seja ele uma empresa ou uma pessoa.  

A segurança, portanto, não é garantida apenas por uma das partes (provedor de cloud, fornecedor SaaS ou cliente), mas acontece quando todos os envolvidos estão igualmente comprometidos com ela.
Image

Quer saber mais sobre gestão de vendas e serviços em campoConheça os sistemas MaxSalesMaxService.




Image
Image

Newsletter Subscribe

Sistema MaxField

A plataforma MaxField disponibiliza soluções fim a fim para Field SalesField Service, com funcionalidades de despacho, agenda e gerenciamento on-line de visitas e serviços em campo.


MyLiveChat

© {2020} MaxProcess. All Rights Reserved. Powered by MaxProcess